quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Jogos para a sala de aula

O Núcleo de Estudos Linguísticos, além de ser um espaço de socialização e integração, também disponibiliza jogos para serem trabalhados em sala de aula, entre os quais muitos foram confeccionados pelos acadêmicos do curso de Letras.
Para empréstimo, o professor deve vir até o NEL (sala I-201) e pedir pelo jogo, apresentando justificativa para empréstimo e assinando a data de devolução.
Disponibilizamos mais de 30 jogos. Segue a lista:

Bingo de homônimos
Bingo de homônimos
Regras:
1) Cada jogador recebe uma cartela com nove palavras.
2) O dirigente vai sorteando a palavra com o significado e um exemplo e o jogador marca a palavra indicada.
3) O ganhador poderá ser indicado por aquele que marcar toda a cartela ou por aquele que fizer uma sequência de três palavras na horizontal ou vertical.
4) A conferência é feita da seguinte forma: o ganhador lê a palavra, diz seu significado e com que outra grafia pode ser confundida.

Dominó 'R' e 'RR'

Dominó 'R' e 'RR'
A tarefa é unir as letras da direita a uma palavra que se encontre em outra peça e precise de tais letras para se completar. No mínimo dois participantes. Quem terminar primeiro as suas fichas, vence!








Decifrando as sílabas
Decifrando as sílabas
Cartas de um a trinta, cada número contendo quatro cartões, um pedindo para escrever a palavra que corresponde à figura, outro pedindo a separação silábica, um terceiro perguntando sobre uma sílaba específica e o último contendo as respostas. Em no mínimo dois alunos, deve-se escolher um número e ler os cartões para o colega da esquerda. Cada número pode dar três pontos, um pela ortografia, outro pela separação silábica e mais um pela resposta sobre determinada sílaba. Quando terminarem os cartões, vence quem tiver mais pontos.


Pontuação
Pontuação

Este jogo possui as funções das principais pontuações e pequenos cartões com exercícios.








Memória dos homônimos

Memória dos Homônimos
Os pares, um contendo a palavra e outro uma ilustração referente ao seu significado, são colocados de cabeça para baixo. Cada jogador vira duas cartas tentando formar um par, se conseguir, tem direito a mais uma jogada, caso contrário, passa a vez para o outro jogador. Vence quem fizer o maior número de pares. De posse dos pares, as duplas reorganizam as cartas, formando os pares de homônimos e discutindo o significado como base de distinção.


Dominó egípcio
Dominó Egípcio
Cada peça pode conter uma figura e uma palavra ou duas figuras. O objetivo é unir figuras iguais, palavras iguais ou uma palavra correspondente à figura (o que pode ser decifrado através da cartela de interpretação). No mínimo dois participantes. Quem terminar primeiro as suas fichas, vence.

Um comentário:

  1. Parabéns pelo blog, meninas! Está lindo e muito informativo!!!

    ResponderExcluir